43 Estações tubo de Curitiba não tem sistema de acessibilidade
43 Estações tubo de Curitiba não tem sistema de acessibilidade

Em resposta ao pedido de informações sobre problemas com acessibilidade em algumas estações tubo, a URBS informou que, das que atendem Curitiba, apenas 43 ainda não estão adaptadas para receber pessoas portadoras de necessidades especiais. A informação foi encaminhada ao vereador Cristiano Santos (PV), autor do pedido que questionou o serviço após receber denúncias relatando a dificuldade em conseguir utilizar o transporte público.

No mês de fevereiro após receber algumas denúncias sobre a dificuldade no acesso a determinadas estações tubo na cidade, Cristiano enviou um questionamento à URBS, com o qual pretendia saber quantas são as estações sem o sistema de acessibilidade, a previsão para a instalação nestas, custos de implantação e também sobre a responsabilidade da manutenção, já que uma das reclamações, inclusive de cobradores, deu-se por conta da demora no reparo de equipamentos com defeito.

No documento encaminhado, a empresa informa que o custo para a instalação de elevadores, abrangendo serviços elétricos, obra civil e o equipamento, totaliza a soma de R$28.599,27, e que este é estabelecido em contrato quando feita a licitação da empresa que ficará responsável pelas instalações. Já para as de rampas de acesso, que substituem os elevadores, o valor sobre para R$ 45.508,52.

Quanto aos valores de manutenção, que é realizada por equipes da própria URBS, somente no ano de 2014 foram gastos R$ 49.126,86.

Junto das respostas foi encaminhada uma relação com as 43 estações que não contam com o sistema de acessibilidade, da quais 30 aparecem com obra de adequação programada, porém, não informa o prazo para que as obras sejam iniciadas, apenas que aguardam licitação.

“Com o pedido de informação, os custos de aplicação e manutenção e a relação das estações que ainda necessitam de adaptação, vamos ficar de olho no serviço e cobrar que as obras sejam iniciadas o quanto antes para evitar que quem precise usar o transporte público não sofra com a dificuldade no acesso”, comentou Cristiano Santos.

Ao todo, somando as estações tubo que atendem Curitiba e Região Metropolitana, o transporte público da Capital e Região totaliza 357 estações. Os dados apontados nos documentos fazem referência somente às estações que integram o sistema dentro de Curitiba.

Conecte-se