Câmara Municipal deve discutir projeto que proíbe cobrança de taxa de Personal Trainers em academias de Curitiba
Câmara Municipal deve discutir projeto que proíbe cobrança de taxa de Personal Trainers em academias de Curitiba

A classe de profissionais de Educação Física ganha destaque na Câmara Municipal de Curitiba nesta semana.  Um projeto de autoria dos Vereadores Cristiano Santos (PV), Jonny Stica (PDT) e Tiago Gevert (PSC) pretende vetar a cobrança de sobretaxas desses profissionais no exercício de sua função.

Segundo reclamações da classe junto ao órgão de representação, comuns tem sido os casos onde o Personal Trainer é obrigado a pagar uma taxa extra para poder prestar o serviço de acompanhamento durante as atividades na academia.

A justificativa do projeto destaca que essa sobretaxa caracteriza cobrança em duplicidade, isto é, o aluno paga a mensalidade regularmente à academia que, por sua vez, para autorizar a presença do Person Trainer, cobra também do profissional.

“Cobrar do Personal Trainer uma taxa para prestar seu serviço é uma ilegalidade e fere os direitos do consumidor”, afirmou Cristiano Santos.

O projeto segue agora para a apreciação das Comissões onde deverá ser debatido entre vereadores e os interessados no assunto até que retorne ao plenário da Casa para votação.

Conecte-se