Comissão Processante inicia trabalhos para investigar denúncias
Comissão Processante inicia trabalhos para investigar denúncias

Em busca de esclarecer os fatos que cercam a denúncia apresentada contra a vereadora Katia Dittrich (SD), os vereadores Cristiano Santos (PV), Osias Moraes (PRB) e Toninho da Farmácia (PDT), deram início na tarde desta quarta-feira (23), aos trabalhos junto da Comissão Processante que deverá apurar se houve ou não quebra de decoro parlamentar por parte da vereadora.

A comissão deverá analisar a denúncia protocolada no dia 15 de agosto na Câmara Municipal de Curitiba, onde seis ex-servidores comissionados lotados no gabinete da vereadora alegam que a parlamentar solicitava repasse de parte dos salários de forma compulsória e mediante ameaças de exoneração em caso de recusa.

“A função da Comissão não será a de julgar o caso, mas sim analisar a denúncia e a defesa que será apresentada pela vereadora para a elaboração de um parecer que deverá pautar o Plenário da Casa que será o responsável pela cassação ou não do mandato da vereadora”, comentou Cristiano Santos, presidente da Comissão Processante.

A partir da notificação da vereadora, que deverá acontecer ainda nesta quarta-feira, o prazo para que a defesa seja protocolada será de 10 dias. O relatório final da comissão, por sua vez, deverá ser encaminhado ao Plenário em no máximo 90 dias.

Conecte-se