Falta de segurança nas Unidades de Saúde e Escolas da rede Municipal motivam pedido de informação
Falta de segurança nas Unidades de Saúde e Escolas da rede Municipal motivam pedido de informação

Os constantes casos de arrombamentos a escolas e unidades municipais de saúde motivaram mais um pedido de informação oficial à Prefeitura de Curitiba. Desta vez, o foco do pedido é a empresa de segurança contratada para cuidar dos equipamentos públicos e que, ao que sem tem noticiado, não tem realizado o trabalho de forma satisfatória.

O pedido foi encaminhado pelo vereador Cristiano Santos (PV) que, questionado por um morador do bairro Boqueirão, procurou ir mais a fundo no assunto, já que nas notícias divulgadas na mídia, a deficiência no atendimento por parte da empresa, acaba sempre sobrecarregando a Guarda Municipal. Raros são os casos onde se citam o contrato que a prefeitura tem com uma empresa de segurança privada para estes locais.

No pedido de informações, o vereador questiona as responsabilidades da empresa vencedora da licitação para com os equipamentos públicos de Curitiba; o valor do contrato; o seu período de vigência e também solicita uma cópia do edital de licitação de que gerou a contratação da referida empresa.

“Precisamos saber quais as responsabilidades e obrigações estipuladas no contrato, já que são inúmeros os relatos da chegada da Guarda Municipal antes mesmo dos profissionais da empresa contratada para monitorar e garantir a segurança das Unidades de Saúde e Ensino do Município. Não seria mais vantajoso aplicar o dinheiro gasto com essa empresa na ampliação do efetivo e melhoria das condições da Guarda Municipal?”, questionou Cristiano.

Cristiano questiona também da existência de outras empresas para a realização deste serviço. Pela Lei Orgânica a Prefeitura possui até 30 dias úteis para encaminhar a resposta ao vereador.

Conecte-se